Um estudo recente, publicado pela Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva (American Society for Reproductive Medicine – ASRM), demonstrou que atividade física de intensidade moderada pode ajudar mulheres com peso normal a engravidar mais rapidamente. Porém, a atividade física vigorosa ou excessiva pode até retardar a gravidez, exceto para mulheres obesas ou com sobrepeso.   

Na realidade, níveis moderados de atividade física implicaram em redução no tempo para gravidez para todas as mulheres, independentemente de seu IMC – índice de massa corporal (relação peso/altura2).

A atividade física orientada sempre fez parte do arsenal de recomendações médicas em todas as especialidades, para uma vida melhor e mais longeva. Não poderia ser diferente dentro da medicina reprodutiva. Há tempos sabemos que a prática regular de exercícios contribui de forma inequívoca para o equilíbrio metabólico e hormonal em homens e mulheres.

Nas mulheres, a manutenção de um peso adequado para a altura, o que implica em manter o IMC a grosso modo entre 20 e 28, e idealmente entre 20 e 25, leva a melhora na disponibilidade dos hormônios relacionados ao ciclo menstrual e ovulação. Desta maneira, mulheres com IMC normal têm maior propensão a ovular regularmente.

Além disso, o fato de estar desenvolvendo uma atividade física regular, e vendo os resultados desta prática no seu corpo e no seu dia-a-dia, motiva as mulheres a também se cuidarem do ponto de vista alimentar. Estas mulheres tendem a ter alimentação mais saudável, com menor aporte calórico e de gorduras saturadas, potencializando os benefícios da atividade física.

Porém, uma dúvida sempre presente para mulheres tentando engravidar é se devem manter atividade física regular: elas têm medo de fazerem atividade física já estando grávidas mas antes de descobrirem o fato, temendo que poderia aumentar o risco de perda (aborto). É importante frisar que não há nenhuma evidência científica neste sentido, e, portanto, nenhuma restrição aos exercícios moderados para todas as mulheres.

Outro fator a ser explicado é que a atividade física vigorosa, de forte intensidade, geralmente praticada por atletas profissionais, pode causar subfertilidade por causas já conhecidas, geralmente por bloqueio do eixo hipofisário-ovariano. Ou seja, estas mulheres podem deixar de ovular e com isso terem dificuldades de engravidar. Entretanto, são casos muito específicos e pontuais.

O estudo da ASRM em perspectiva administrou questionários a 3.628 mulheres, com idades de 18 a 40 anos.  As participantes do estudo deveriam estar em relacionamento conjugal estável, querendo engravidar, e sem receber nenhum tratamento de fertilidade.   

Estes questionários captavam informações das pacientes nos seus aspectos demográficos, altura, peso, história reprodutiva e médica, estilo de vida (alimentação e atividade física), e comportamento.  Oitenta e três por cento das entrevistadas, ou seja 3.027 casais, concluíram o estudo.   

Uma dos principais itens da pesquisa, perguntava às mulheres o número médio de horas de atividade física por semana.  E foi solicitado que classificassem os diferentes tipos de atividades, de moderada a vigorosa.  Atividades tais como corrida, ciclismo rápido, ginástica aeróbica, musculação, e natação foram caracterizadas como vigorosas.  Caminhada, ciclismo de lazer, golfe e jardinagem foram consideradas moderadas. Desta maneira os pesquisadores conseguiram quantificar o gasto metabólico das atividades moderadas e/ou vigorosas para cada participante.

De acordo com a intensidade da atividade física de cada mulher, e estratificadas por seu IMC, fazia-se a análise se o efeito da atividade física no tempo para engravidar diferia de acordo com sua estrutura corporal.   

Os pesquisadores descobriram que havia uma associação inversa entre a atividade física vigorosa e o tempo decorrido para engravidar para as mulheres com peso normal (IMC até 25).  Nas mulheres com sobrepeso ou obesidade (IMC acima de 25) não havia associação entre o exercício vigoroso e uma demora maior para gravidez.   

A atividade física moderada esteve associada com menor tempo para obtenção de gravidez em todas as faixas de IMC.  Este ponto é fundamental, e destaca a importância dos exercícios nas mulheres em idade reprodutiva.   

A presidente eleita da ASRM, Linda Giudice, pontuou: “este estudo é particularmente interessante porque seus participantes foram recrutados da população geral, não da população subfértil. E indica claros benefícios do exercício moderado a todas as mulheres que estão planeando uma gravidez, sugerindo que as mulheres podem reduzir seu tempo para conseguir a gravidez modulando seus programas de exercícios físicos”.

Para concluir, vamos resumir: atividade física leve a moderada é sempre benéfica para mulheres em idade reprodutiva, inclusive e principalmente para as que estão querendo engravidar. Porém, ressaltamos que esta atividade física deve sempre ser orientada por um profissional preparado – um educador físico – após avaliação médica prévia.

Assim as mulheres vão estar obtendo os benefícios máximos destas atividades, do ponto de vista de saúde geral e reprodutiva, e minimizando qualquer risco para sua saúde.

Boa semana, e até nosso próximo post !!

20 Comentários para “Atividade Física e Fertilidade”

  1. meu nome é giselle tenho 30 anos dos filhos uma com 10 e o outro com 9 os dois é do meu primeiro casamento esto casada novamente meu marido não tem filho e eu quero muito da um filho a ele fui para um medico ele passou exames de hormonio e hindro vaginal levei para o medico ele passo cicloprimogyna 3 caixas a ultima acabou no dia 4/06/12 a minha regra veio hoje 09/06/12 e vai no dia15/06/12 como faço para engravida

  2. fabioeugenio disse:

    Oi Giselle,

    Para determinação do seu período fértil, conversa com teu ginecologista.

    Abraços,

    Dr. Fábio Eugênio

  3. paula disse:

    Fiquei com uma dúvida: para uma mulher com IMC normal, que esta tentando engravidar é bom ou ruim fazer atividade vigorosa de 3 a 4 vezes por semana?

  4. fabioeugenio disse:

    Oi Paula,

    O ideal é atividade física leve a moderada.

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  5. Laiane disse:

    Olá,
    A atividade física ela também é recomendável para quem está fazendo tratamento para engravidar? Eu faço pilates então não tem problema continuar fazendo juntamente com o tratamento para engravidar?

  6. fabioeugenio disse:

    Oi Laiane,

    Pode fazer com tranquilidade. Atividade física pode potencializar a fertilidade.

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  7. luciana disse:

    Estou no me tratamento da fiv, iniciei as injeções, há 5 dias , e pratico musculação atrapalha?

  8. fabioeugenio disse:

    Oi Luciana,

    Em geral não, mas converse com seu médico para ver a conduta dele.

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  9. Regiane disse:

    Oi!
    Tenho 33 anos e faço balé há 2 anos e desde dezembro comecei tentar engravidar. Faço aulas de 1h, 3 ou 4x por semana e os exercícios são bem aeróbicos e trabalham bastante a musculatura. Os saltos dos exercícios poderiam atrapalhar? Estou muito ansiosa e tenho receio de parar o balé e ficar ainda mais ansiosa…

  10. fabioeugenio disse:

    Oi Regiane,

    Atividade física leve a moderada é benéfico para a fertilidade!!

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  11. Rafaela disse:

    oi estou com uma duvida, estou tentando engravidar e meu Geo passou DTN FOL e mandou fazer exercicio em um dos dias do meu periodo fertil senti muita dor do lado esquerdo posso ter conseguido engravidar ?

  12. Rafaela disse:

    olá esse mes no meu periodo fertil senti muita dor do lado esquerdo posso ter conseguido engravidar ?.. sou uma tentante

  13. fabioeugenio disse:

    Oi Rafaela,

    Pode ter sido a ovulação. Só dá para saber se houve gravidez pelo exame de beta-hcg 12 a 14 dias após.

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  14. fabioeugenio disse:

    Oi Rafaela,

    Só dá para saber realmente fazendo o beta-hcg 12 a 14 dias após;

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  15. Maria disse:

    Abdominais podem prejudicar quem está tentando engravidar? Mesmo no período fértil?

  16. fabioeugenio disse:

    Oi Maria,

    Não prejudicam. Atividade física ajuda !!

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  17. Selma disse:

    Eu gostaria que se possível me enviasse o link ou i artigo em Pdf da pesquisa, sou professora de educação física e tenho uma aluna que está tentando engravidar. Gostaria de mostrar este artigo para ela.

  18. fabioeugenio disse:

    Oi Selma,

    Aqui vai o link: http://www.medicinareprodutiva.com.br/2012/06/atividade-fisica-e-fertilidade/

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  19. Maria disse:

    Boa noite,

    Já que corrida e spinning são consideradas atividades vigorosas então são prejudiciais na hora de tentar engravidar ou podem retardar o tempo para a gestacao né?

    São as atividades que eu mais faço =(

  20. fabioeugenio disse:

    Oi Maria,

    Se feitas com muita intensidade podem retardar a gravidez sim, ou atrapalhar para conseguir.

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

Deixe uma resposta

Mensagem