Conquistar êxito no tratamento de fertilidade é motivo de muita alegria para os casais que sonhavam em ser pais de um filho. Mas, e quando a gravidez vem em dobro ou até triplo? É preciso acalmar o coração com tamanha surpresa e procurar entender como este fenômeno acontece.

[GESTAÇÃO MÚLTIPLA]

Ou gravidez gemelar é aquela em que ocorre a formação de mais de um feto simultaneamente. Uma das razões para o aumento das chances de gravidez gemelar está vinculada exatamente a tratamentos para a infertilidade, assim como histórico familiar.

Com a utilização de técnicas de reprodução assistida a incidência de gestações múltiplas correspondem a 10 a 15% dos casos, enquanto naturalmente, apenas
​cerca de 1 a 1,5%. Não há como negar a relação entre o crescimento de casos de gêmeos e trigêmeos com o uso de técnicas de reproduções humanas. Desde o primeiro bebe de proveta as gestações múltiplas aumentaram cerca de 70%.

Existem dois tipos de gestação gemelar, a monozigótica, que forma gêmeos idênticos e a dizigótica, que origina bebês diferentes, que podem ou não ser do mesmo sexo, possuindo cada um, sua bolsa e placenta.

Quando se usa apenas ​medicamentos para a indução de ovulação​, desde que bem orientados, a incidência fica próximo aos casos de fertilização in vitro.

​Porém, é importante que se diga que, mesmo nos casos de tratamentos de reprodução assistida, a grande maioria das gestações é de apenas um bebê. E os casos de gestações múltiplas são cada vez menos frequentes, devido aos avanços técnicos na especialidade e o aumento do sucesso nos tratamentos.​

Se você ficou mais curioso/a sobre o assunto, acompanhe nosso conteúdo sempre informações revelantes sobre o universo da reprodução assistida.

 

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro.

Deixe uma resposta

Mensagem