Hoje estou em Estocolmo – Suécia, no congresso Europeu de Reprodução Assistida (ESHRE). É um mega evento com cerca de 8.000 participantes de todas as regiões do mundo.

A atualização e a troca de experiência são fantásticas.

No domingo participei do curso “Hot topics in male and female reproduction” (Tópicos recentes em reprodução no homem e mulher). Foram abordados vários pontos interessantes como o impacto da idade na fertilidade masculina, doenças genéticas que levam a azoospermia (ausência de espermatozóides no sêmen), os tratamentos cirúrgicos de obtenção de esperma testicular, e ainda a relação da obesidade com a reprodução humana.

Nesta segunda, um grupo italiano liderado pela Dra. Laura Rienzi, prestigiada pesquisadora em reprodução assistida, apresentou um trabalho recém-concluído (ainda não publicado !!) reafirmando a eficácia e segurança da vitrificação (congelamento ultra-rápido) de óvulos. Os resultados de fertilização (formação de embriões) são cada vez melhores, praticamente semelhantes aos resultados obtidos com óvulos “a fresco”.

Em seguida Dr. Renato Fanchin da França colocou as novidades na tomada de decisão em relação aos protocolos estímulo ovariano. E o Dr. Peter Humaidan, da Dinamarca, com vasta experiência e inúmeros trabalhos publicados na área clínica e laboratorial da reprodução, nos brindou com uma fantástica palestra sobre métodos mais seguros, sem perda de eficácia, de estimulação ovariana, ressaltando o papel dos agonistas e antagonistas de GnRH (Lupron, Cetrotide, etc), e do hcG (Ovidrel, Choriomon).

É consenso que esta estimulação mais segura deve ser buscada em todos os casos, para minimizar ou até eliminar os riscos associados com a indução de ovulação para FIV, principalmente a síndrome de hiperestímulo ovariano.

Continuo por aqui até quarta, e vou lhes mantendo informados. Abraços.

13 Comentários para “Congresso Europeu de Reprodução Assistida (ESHRE) – Parte 1”

  1. meire disse:

    Oi Dr tenho 45 anos tive uma gravidez em Setembro que ñ evoluiu e abortei no dia 8 de novembro,gostaria de saber se ainda tenho chances de uma nova gravidez saudável. Engravidei por meio natural e estou com excelente saude pois os exames de pré natal deram normais.

  2. fabioeugenio disse:

    Oi Meire,

    Existe possibilidade sim, mas o risco de perda é elevado devido aos riscos genéticos.

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  3. Sula disse:

    Oi Dr. Fábio. Estou impressionada com a clareza das suas informações. E por isso vou pedir uma orientação. Tenho 35 anos, sou saudável, meus exames recentes de ultra e sangue (todos os hormônios e etc) apresentaram resultados ok. Meu marido tmb já fez espermograma e tmb deu bom resultado. Mas estamos tentando engravidar há 11 meses e nada. Vou fazer aquele outro exame de nome difícil, rs… Para verificar se tenho algo obstruído. O que o senhor acha que pode estar acontecendo? Muito obrigada desde já!

  4. fabioeugenio disse:

    Oi Sula,

    Este exame (histerossalpingografia) é fundamental para fechar o diagnóstico das trompas. Se estiver normal, podem tentar mais alguns meses naturalmente, antes de passar aos tratamentos.

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  5. Sula disse:

    Obrigada, Dr. Fábio! Acho que

  6. Sula disse:

    Acho q a ansiedade é a pior parte! Abraços! Sula.

  7. Sula disse:

    Dr. Fábio, me tira mais uma dúvida? Fiz aquele teste de fertilidade da confirm, para verificar se estou ovulando. No primeiro teste, a faixa de teste ficou muito clarinha, ou seja, resultado negativo. No dia seguinte, dia que esperava ovular seguindo meu ciclo, a faixa teste ficou quase quase da mesma cor que a controle, mas estava um pouquinho mais clara. Hoje fiz o terceiro teste, esperando que desse o resultado positivo, já que o de ontem indicou que meu hormônio LH subiu, pq comparado com o teste de antes de ontem, a diferença da cor da faixa teste foi enorme. Mas o de hoje, terceiro, ao contrário do que eu esperava, deu negativo, com a faixa bem clara de novo. Será que não ovulei? É possível que o hormônio LH tenha subido muito exatamente no dia que eu esperava mesmo ovular e mesmo assim eu não tenha ovulado? Ou é possível que eu tenha ovulado de madrugada e qnd fiz o teste hoje, cerca de 18h, o hormônio já tinha caído novamente?
    Fiquei tão confusa. Obrigada!

  8. fabioeugenio disse:

    Oi Sula,

    Quando o LH se eleva, a ovulação ocorre cerca de 30 a 40 horas após.

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  9. Etiene disse:

    Tenho 22 anos e não consigo engravidar tenho policístico é por isso que não engravido

  10. Etiene disse:

    Tenho 22 anos quero muito engravidar doutorme a
    jude

  11. fabioeugenio disse:

    Oi Etiene,

    Se o fator for somente o ovário policístico (SOP), o tratamento pode ser a indução de ovulação. Consulte inicialmente seu ginecologista.

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  12. LUCIENE disse:

    Tenho 44 anos e a 2 entrei na menopausa,tem alguma possibilidade de fazer FIV com o meu óvulo?

  13. fabioeugenio disse:

    Oi Luciene,

    Se já é menopausa definitiva, o tratamento indicado é a FIV com óvulos doados.

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

Deixe uma resposta

Mensagem