Antioxidantes Podem Ajudar na Subfertilidade Masculina - Medicina Reprodutiva - Dr. Fábio Eugênio

Um estudo recente publicado agora em janeiro pela organização Cochrane sugere que o uso de substâncias antioxidantes (vitaminas e outros elementos) como suplemento alimentar pode melhorar a fertilidade de casais nos quais o homem tem diminuição da produção e função de seus espermatozoides.

A organização Cochrane é reconhecida internacionalmente pela alta qualidade científica de suas publicações. No caso em questão, foi realizada a revisão e compilação de dados de 34 ensaios clínicos, com mais de 2.800 casais estudados. Os ensaios clínicos são considerados o “padrão-ouro” dos estudos científicos pois permitem a comparação da eficácia de dois tipos diferentes de tratamentos numa mesma população de pacientes.

Já de muito tempo sabemos que a qualidade do sêmen do homem moderno é pior do que aquela dos nossos antepassados. Isto se deve a uma série de fatores cumulativos que prejudicam a produção dos espermatozoides: estresse, sedentarismo, poluição, substâncias químicas nos alimentos, agrotóxicos, excesso de gorduras saturadas, etc. Estes fatores, de um modo geral, aumentam a presença de substâncias oxidantes, como os radicais livres em vários sistemas do organismo, inclusive nos testículos – onde são produzidos os espermatozoides.

Os radicais livres são compostos químicos que podem levar a lesão ou morte celular. Estão relacionados a vários processos degenerativos do nosso organismo, como envelhecimento, neoplasias e disfunções de vários sistemas orgânicos. Estudos já comprovaram que homens que possuem maior concentração de radicais livres em seus testículos têm pior qualidade seminal e risco maior de subfertilidade.

Uma estratégia para reduzir estes radicais livres é aumentar a concentração de substâncias antioxidantes, que combatem os radicais livres, no organismo. E como conseguir isto? A melhora dos hábitos de vida é uma opção lógica: redução do estresse, não fumar, praticar atividade física, reduzir ingestão de gorduras saturadas, enlatados e alimentos artificiais, e, em casos selecionados, ingerir substâncias com conhecida capacidade antioxidante. Exemplos de antioxidantes são a vitamina E, Vitamina C, Folatos, Zinco, Carotenóides.

O que este estudo recente comprovou é que o uso destas substâncias acima citadas, em casais subférteis em que o homem tem produção alterada de espermatozóides, aumenta a probabilidade de gravidez espontânea e de que o casal tenha um bebê (nascido vivo). Este aumento de probabilidade foi de até quatro vezes!

Entretanto, algumas observações são pertinentes. Primeiro é que, apesar do número expressivo de casais estudados, pela complexidade da determinação de eficácia de alguma intervenção em reprodução humana e das inúmeras variáveis envolvidas, este número ainda é considerado pequeno. Portanto, mais estudos são necessários.

Em segundo, o significado do efeito do tratamento, que diz respeito diretamente ao resultado clínico encontrado ainda é discreto. Os casais subférteis estudados que não estavam usando antioxidantes tiveram uma taxa de gravidez espontânea durante o período de acompanhamento de 3%. Nos casais cujo homem ingeriu anti-oxidantes, a chance de gravidez foi de 12%. Mesmo havendo aumento de 4 vezes na taxa, 12% ainda é uma chance muito baixa de gravidez espontânea.

Em terceiro, os estudos ainda não elucidaram quais as substâncias antioxidantes mais eficazes, em qual dose, e por quanto tempo devem ser utilizadas. Fundamental ainda que os estudos também esclareçam se esta melhora de fertilidade com uso de antioxidantes ocorreria também nos casais submetidos a tratamentos de reprodução assistida, como a Inseminação Intra-Uterina e a Fertilização in-vitro.

Portanto, nada de começar a tomar por conta própria vitaminas para melhorar sua fertilidade. Continua valendo a máxima da medicina: cada caso é um caso. O uso indiscriminado de substâncias antioxidantes é perigoso e deve ser evitado. O melhor sempre é que o casal procure o especialista em Medicina Reprodutiva para orientação e condução do seu caso.

4 Comentários para “Antioxidantes podem ajudar na Subfertilidade Masculina”

  1. paulo alves disse:

    quais os alimentos que melhoram a qualidade de espermatozoides

  2. fabioeugenio disse:

    Oi Paulo,

    Nenhum especificamente. Procure ter dieta saudável e equilibrada, com pouca gordura saturada.

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  3. joab disse:

    Já fiz o espermograma seis vezes e sempre o resultado é ausência de espermatozoides, porque isso acontece?

  4. fabioeugenio disse:

    Oi Joab,

    O diagnóstico é azoospermia. A causa deve ser investigada por seu urologista.

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

Deixe uma resposta

Mensagem