infertilidade-mitos-verdades-medicina-reprodutiva-dr-fabio-eugenio

O que para uns é um acontecimento natural, para outros, torna-se um drama difícil de superar. A demora na concretização do sonho de ter um filho, muitas vezes, não apresenta causa muito clara para quem passa por esse problema. É nesse momento que surgem os “diagnósticos populares” e que procuram explicar o motivo da infertilidade, tanto masculina quanto feminina.

A pouca procura por profissionais especializados no assunto acaba gerando muitos comentários, como: “O uso prolongado da pílula anticoncepcional dificulta a gravidez”, ”Mulheres que tem policísto no ovário não podem engravidar“. Já na infertilidade masculina é comum ouvir frases como: “O homem precisa estar bem psicologicamente para poder engravidar a parceira”, “Raízes e ervas naturais ajudam o homem a gerar filhos”.  Felizmente, o maior dos mitos – o de que a causa da dificuldade de conceber um bebê é sempre da mulher – está superado e cada vez mais homens estão buscando ajuda da medicina reprodutiva.

Tanto no caso do homem quanto da mulher, os fatores podem ser dos mais diversos, e só exames mais detalhados irão identificar de onde partem as impossibilidades que estão dificultando a concepção, para então ser aplicado o tratamento específico para cada paciente. Por isso, fique tranquila: o uso de contraceptivos por muito tempo não atrapalha a gravidez! O que pode acontecer é que com interrupção do uso, a mulher pode descobrir outro problema que antes estava escondido. Mulheres que tem ovário policístico podem sim engravidar, existem remédios que ajudam a retomar a ovulação. Essa disfunção hormonal é o motivo da dificuldade.

Até hoje, a ciência não descobriu nenhuma relação de fatores psicológicos com a esterilidade masculina. O que se sabe é que esse é um problema exclusivamente fisiológico e requer tratamento médico. Quanto ao consumo de bebidas ou alimentos considerados “afrodisíacos” influenciarem na capacidade de gerar uma criança, também não encontra respaldo científico. É verdade que a qualidade do sêmen “piorou” nos últimos anos devido toda agitação da vida moderna, entretanto, a ingestão desses tipos de produtos não revertem esse cenário. Já o contrário é bem provável. Bebidas alcoólicas, drogas e alguns medicamentos são inimigos da reprodução humana.

Ultimamente, a medicina vem desmistificando muito do que se tinha conhecimento sobre os problemas de infertilidade e, com isso, aumentando bastante o número de casos de sucesso nessa área. Aos poucos, o tema vem deixando de tirar o sono dos casais que sonham em ter filhos e aproximando cada vez mais a medicina de métodos mais eficazes contra a infertilidade. Por isso, se tiver alguma dúvida procure seu médico, que ele poderá esclarecê-las e indicar o melhor tratamento para o seu caso específico.

7 Comentários para “Infertilidade: mitos e verdades”

  1. leila disse:

    Parabéns DR. seu blog e otimoooo . tira muitas duvidas .

  2. fabioeugenio disse:

    Oi Leila,

    Obrigado pelo incentivo.

    O objetivo é exatamente este: esclarecer dúvidas neste assunto tão fascinante, e tão cercado de incertezas, como a reprodução humana.

    Abraços,

    Dr. Fábio Eugênio

  3. Eva disse:

    Dr. Fabio Eugenio, tenho tentando engravidar já faz algum tempo..meu ginecoligista me orientou a procurar um especialista, porém disse que comigo estava tudo perfeito, que era preciso avaliar meu esposo. O fato é que ele bebe(bebidas alcoolicas) muito, isso pode prejudicar?

  4. fabioeugenio disse:

    Oi Eva,

    Bebida alcoólica em grande quantidade pode prejudicar a produção de espermatozoides. É fundamental que ele faça um espermograma.

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  5. Lia disse:

    Oi doutor já fazem dois anos que estou tentando engravidar nem eu nem meu esposo temos problema. Fiz tratamento e nada. Sera que um dia irei conseguir

  6. fabioeugenio disse:

    Oi Lia,

    A medicina reprodutiva oferece várias opções de tratamento com excelente eficácia.

    Consulte um especialista.

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  7. Rosiane disse:

    Passei por uma consulta com o doutor Fábio Eugênio e posso afirmar, ele e um excelente médico adorei minha consulta, foi exatamente essa dúvida que tinha .

Deixe uma resposta

Mensagem