Como preservar sua fertilidade - Medicina Reprodutiva - Dr. Fábio Eugênio

Para nós, especialistas que lidamos com a Reprodução Humana, é muito impactante ver o sofrimento de casais que não conseguem engravidar. Queremos trazer uma palavra de conforto a estas mulheres e homens: a medicina avançou muito no campo da infertilidade e a enorme maioria dos problemas hoje em dia encontra solução na especialidade da Reprodução Humana. Fundamental ainda é alertar, orientar às futuras mamães sobre ações atuais que podem ajudar a preservar sua fertilidade agora e futuramente.

Em primeiro lugar, valem as orientações gerais de qualquer especialidade médica. Manter hábitos de vida saudáveis é indispensável. Por outro lado, nada da “ditadura da magreza”. Corpos muito magros, com o “tal” do índice de massa corporal (IMC) abaixo do normal, podem levar a alterações importantes na produção dos hormônios sexuais e gonadotrofinas – que controlam a produção de óvulos – e também repercutir negativamente na fertilidade.

As drogas ditas “lícitas” também devem despertar a atenção nas futuras mamães. A nicotina e várias outras substâncias maléficas presentes no cigarro podem comprometer tanto a fertilidade feminina como a masculina. Além disso, o tabagismo durante a gravidez traz uma série de prejuízos ao feto: redução de crescimento intra-uterino, prematuridade e até óbito intra-útero. Quanto ao álcool, em pequenas doses, não interfere na fertilidade. O uso moderado ou acentuado de bebidas alcoólicas é prejudicial e deve ser evitado.

Quanto às doenças ginecológicas que possam comprometer o futuro reprodutivo, o alerta principal é em relação às doenças sexualmente transmissíveis, conhecidas por DST. Estas são adquiridas quase sempre pelas relações sexuais desprotegidas (sem preservativo) com parceiros infectados. Algumas destas doenças, principalmente as que envolvem infecção direta ou associada com uma bactéria chamada Clamídia, podem levar a inflamações nas tubas uterinas – canais que ligam o ovário ao útero – e são responsáveis pela fase inicial da reprodução. Portanto, fazer sexo com proteção através do preservativo é se prevenir, também, de surpresas desagradáveis no futuro em relação à fertilidade.

Outras doenças ginecológicas também podem levar ao comprometimento da função reprodutiva. Estas podem ser diagnosticadas geralmente pela consulta anual ou semestral que você, mulher, faz ao seu ginecologista. São sinais de alerta: secreção vaginal anormal, dores pélvicas fortes durante ou fora da menstruação, sangramento menstrual irregular ou excessivo e dores nas relações sexuais. Nestes casos e, anualmente, mesmo se não estiver sentindo nada, a mulher deve fazer a chamada prevenção. O ginecologista é seu grande amigo na jornada para tornar seus anos reprodutivos ainda mais férteis.

19 Comentários para “Como preservar sua fertilidade”

  1. Marta disse:

    Olá Dr.Fábio,eu e meu esposo estamos tentando engravida há 5 anos,ele tem baixo nível de espermatozóide e tem 40 anos eu tenho ovário micropolicistico e tenho 27 anos,o meu esposo tem herpes genital e eu peguei dele, que raramente da crise. Gostaria de saber qual o procedimento que o senhor me aconselharia e se eu posso engravidar com herpes,a criança corre algum risco? Obrigada.

  2. fabioeugenio disse:

    Oi Marta,

    A depender da qualidade do sêmen, podemos indicar a inseminação intra-uterina, ou a fertilização in-vitro.
    O herpes não traz risco para a criança durante a gestação. Apenas no momento do parto, se houver lesão ativa, recomenda-se parto abdominal (cesárea), e uso de medicações anti-herpes.
    Abraços,
    Dr. Fábio Eugênio

  3. Luana Mara disse:

    Olá Dr. Fábio,
        Passando aqui para tirar uma grande dúvida. Sou casada a 5 anos, meu esposo e eu já tentamos ter um bebê, porém eu ainda não deu certo. Vou a ginecologista anualmente, segundo ela não tenho nenhum problema no qual possa impedir que eu engravide. Já tive várias conversas com meu esposo, pois algumas vezes achei que ele podesse ter feito vasectomia e por medo de me perder estivesse me escondendo.Segundo ele falou que não. Portanto lhe pergunto: Quais as características de um homem que fez vasectomia?

  4. fabioeugenio disse:

    Oi Luana,

    Não há nenhuma alteração física em um homem que fez vasectomia. A única alteração, somente detectada no espermograma, é a ausência de espermatozóides no sêmen.

    Abraços,

    Dr. Fábio Eugênio

  5. Dr. alguém que não é casada, com ajuda ou consulta do Genecologista, é possível saber se pode fazer filho ou não?

  6. fabioeugenio disse:

    Oi Elisabeth,

    Você pode realizar os exames de avaliação reprodutiva, para determinar seu potencial de gravidez, independentemente de ser casada ou não.

    Abraços,

    Dr. Fábio Eugênio

  7. vanessa disse:

    olá
    temho 25 anos meu marido tem 37 eu tenho uma filha de 11 e ele uma de 17 já fiz todos os exames e sou saudavel ele tambem. mais tenho fortes dores o que pode ser.

  8. fabioeugenio disse:

    Oi Vanessa,

    É necessário investigar inflamações pélvicas, e endometriose. Converse com seu ginecologista.

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  9. Maria disse:

    oi,

    eu tenho 33 anos e meu companheiro 41 estou tentando engravidar a 11 meses. Será que minha idade é que está dificultando?

  10. fabioeugenio disse:

    Oi Maria,

    Você tem idade ótima para engravidar. Somente com avaliação do casal é possível definir a causa da subfertilidade.

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  11. Lucia disse:

    Tenho 44 anos um filho com 20, Quero ter mais um filho. minha saude e perfeita estou so um pouco acima do peso. uso diu a muito tempo mas sempre troco. meu co.panheiro tem 33 anos mas fuma bastante. o ultimo Exame hormonal que fiz estava normal. tenho chances? qual o grau de risco para eu e o bebe?

  12. fabioeugenio disse:

    Oi Lúcia,

    Existem chances sim, apesar de baixas. Não perca tempo e consulte um especialista.

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  13. roselene disse:

    Tenho 28anos fiz laqueadura a sete anos atraz e quero ter um bebe nonovamente sera que tem alguma possibilidade moro em sao luis maranhao

  14. fabioeugenio disse:

    Oi Roselene,

    Existem ótimas chances sim pela FIV.

    Em São Luís, nosso telefone (98) 3303.2030 – fale com Suzana.

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  15. Solange disse:

    Dr Fábio tenho 50 anos, moro ma Italia Meu marido tempo 45 e EU suo laqueada tenho contare de dar un filho a ele, Meu ciclo è normal me passe 1 numero de telefone por favor. È possivel fazer o trattamento? Quanto custa mais ou menos una fiv no mesi caso?

  16. fabioeugenio disse:

    Oi Solange,

    Existe boa chance de gravidez pela FIV com doação ovular.

    Nosso telefone (85) 3047.8080

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

  17. Bodrexclalu disse:

    Que veddeo super!!! Adorei! Como e9 incredvel a formae7e3o do ser humano!Carlos e eu este1vamos caenntomdo aqui que, em geral, as pessoas dizem que apelamos para argumentos religiosos quando ne3o temos conhecimentos, sobretudo aqueles oriundos das cieancias. E ce1 estamos a negar essa afirmae7e3o boba, pois quanto mais conhecemos, mais percebemos e nos maravilhamos com a grandiosidade da obra de Deus!

  18. Claudiane de Andrade Silva disse:

    Quem não tem os ovários tem chances de engravidar algum dia …é que teve dois cistos e teve que retirar os dois

  19. fabioeugenio disse:

    Oi Claudiane,

    Pode engravidar sim, através da FIV com óvulo-doação.

    Abs,

    Dr. Fábio Eugênio

Deixe uma resposta

Mensagem