Impotência (disfunção erétil) não é infertilidade - Medicina Reprodutiva - Dr. Fábio Eugênio

Um dos assuntos que mais incomodam os homens é a impotência sexual (ou disfunção erétil), que não deve ser confundida com a infertilidade. São dois problemas diferentes. Contudo, ambos possuem tratamentos avançados e com grandes possibilidades de resolução. Enquanto o primeiro é causado quase que exclusivamente por questões emocionais dos homens, o segundo é ocasionado por fatores físicos presentes no homem, na mulher, ou mesmo em ambos.

É sempre bom que se destaque estas diferenças pois, até hoje, muitos homens evitam procurar tratamentos para casos de infertilidade conjugal por achar que isto significa uma redução de sua virilidade, o que não é verdade.

De acordo com estudo realizado nos Estados Unidos por E. D. Whitehead, que fez uma avaliação dos casos diagnosticados de impotência, um em cada 13 homens entre 20 e 39 anos é impotente. Este número aumenta com a idade, para aproximadamente um em cada 10 homens acima dos 50 anos. Este dado corresponde a dois milhões de homens somente no Reino Unido. Ao contrário do que muitos pensam, a disfunção erétil tem origem, em cerca de 90% dos casos, em causas emocionais, e não físicas. Os principais fatores apontados são estresse, problemas conjugais, ansiedade ou depressão, falta de atração pela parceira, culpa e repressões sexuais.

O tipo de tratamento irá variar de acordo com o diagnóstico da causa. Se houver algum problema orgânico, como falta de testosterona, por exemplo, podem-se aplicar medicamentos para repor o hormônio. Em casos de disfunções de origem vascular ou neurológica, é possível até mesmo indicar cirurgia ou colocação de prótese. Contudo, estas são situações extremas. Geralmente, a psicoterapia é suficiente para sanar a impotência.

Já a infertilidade é a inabilidade de um casal chegar à concepção ou a incapacidade de manter uma gravidez até o nascimento do feto. O problema atinge um em cada seis casais. O curioso é que homens e mulheres dividem igualmente a responsabilidade por este mal. 40% dos casos de infertilidade são devido a causas masculinas e 40% a causas femininas. Os outros 20% são uma combinação de fatores entre os dois sexos. Entretanto, é importante ressaltar que, independente da origem, este é um problema do casal.

A boa notícia é que, com os avanços da medicina e da tecnologia, é possível que grande parte dos casais consiga realizar o sonho de conceber uma criança através da reprodução assistida, como, por exemplo, a fertilização in vitro ou a inseminação artificial. Ambos os procedimentos seguros e com boas chances de sucesso.

Ou seja, impotência e infertilidade são duas patologias com causas e tratamentos distintos. O mais importante, quando surgirem dúvidas como esta, é deixar de lado comportamentos machistas e buscar a orientação de um especialista. Também não se deve temer o julgamento por uma dúvida aparentemente tola. Se algo nos incomoda, certamente não é uma bobagem.

4 Comentários para “Impotência (disfunção erétil) não é infertilidade”

  1. É legal a galera saber que com a quebra da patente do Viagra, os genéricos foram liberados pra venda, são muito mais baratos e têm exatamente os mesmos efeitos.
    O AH-ZUL por exemplo vai custar só R$7.
    Fica mais acessível pros homens de menor renda terem uma qualidade de vida melhor.

  2. Dr. FÁBIO EUGÊNIO disse:

    Marcelo,

    Concordo com você. Sou um adepto das medicações genéricas (aquelas verdadeiras, com testes de bioequivalência e biodisponibilidade). Outra notícia excelente para casais com dificuldades reprodutivas é que a patente de algumas medicações de estimulação ovariana (gonadotrofinas) também vão vencer. assim os casais poderão adquirir estes dispendiosos medicamentos a preços mais acessíveis.

  3. Também sou adepto dos medicamentos genéricos e acredito que muitos homens passarão a consumir o Ah-ZUL já que o preço é bem mais acessível. Talvez seja até uma oportunidade de os homens começarem a procurar um urologista e procurar tratamento

  4. Pretty element of content. I simply stumbled upon your web site and in accession capital to say that I get actually enjoyed account your weblog posts. Anyway I’ll be subscribing to your augment and even I achievement you get entry to constantly rapidly.

Deixe uma resposta

Mensagem